O monolinguismo é uma doença

por Bruna Franchetto

Escrevi um pequeno texto soluçante e basicamente provocador, distante do que pretendem os proponentes deste seminário. Falo/escrevo a partir das fronteiras do mundo que nós, da academia, habitamos e que de vez em quando alguns de nós, da academia, sentimos a obrigação de visitar, atravessar.

A frase “o monolinguismo é uma doença” apareceu em adesivo colados em carros e outros meios de transporte na Austrália, não poucos anos atrás. Foi uma provocação vinda dos movimentos de mobilização de populações aborígenes e seus aliados, num momento em que cresciam, já em escala mundial, denúncias acerca do rápido e crescente desaparecimento ou obsolescência de milhares de línguas minoritárias. No final do século (apenas) passado, a previsão era de que das cercas de 5000/6000 línguas existentes, no mundo, 90% estariam em risco de extinção neste século.

texto completo: http://www.wcaanet.org/events/webinar/PT/textos/Franchetto_PT.pdf

O monolinguismo é uma doença O monolinguismo é uma doença Reviewed by davy sales on 04:30:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.