(…) O sexo pronuncia-se em época adiantada apesar das generalidades delirantes de Freud. O estômago é contemporâneo, funcional ao primeiro momento extra-uterino. Acompanha a vida, mantêndo-a na sua permanência fisiológica. O sexo pode ser adiado, transferido, sublimado noutras atividades absorventes e compensadoras. O estômago não. É dominador, imperioso, inadiável.
(Câmara Cascudo)
Reviewed by davy sales on 18:03:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.